Uma das principais vantagens de se ter um cardápio digital é a possibilidade de customização, de deixar seu cliente escolher determinadas observações do seu produto..

O grande problema que podemos encontrar aqui é na definição correta dessa customização. Muitas vezes, podemos criar etapas desnecessárias ou "confusas", e atrapalhar a experiência do cliente no momento do pedido. Deve-se então ser atento ao fluxo do pedido, em deixar o processo de escolha simples, fácil e rápido, com as etapas devidamente separadas  e bem explicadinhas.

Para criar um pedido completo, que contemple todas as etapas de escolha que o cliente poderia fazer, podemos seguir a seguinte linha de pensamento: Produto com preço único ou personalizado -> Observações/alterações do produto -> Observações/alterações extras -> Observações finais.

Para que não fiquem dúvidas, vamos trabalhar de duas formas, beleza? Serão dois exemplos, o BUG Burger #1 e o Suco "Naturalzão".

Na imagem acima, temos a montagem do pedido do Bug Burger: Ponto da carne -> Extras do lanche -> Extras de molho -> Observações gerais.

Na imagem acima, já temos como ficou o Naturalzão: Sabor (Preço personalizado) -> Observação com ou sem açúcar/adoçante -> Com gelo.

Agora, vamos ver como fica o pedido do cliente, pelo tablet. O primeiro GIF, temos o pedido do BUG BURGER #1 e no segundo, o pedido do Naturalzão.

Como podem ver, o pedido fica mais simples, com etapas de escolha e bastante fluido. Isso pode se aplicar aos mais diversos tipos de produto, seja um lanche, um corte nobre de carne, a escolha de um sashimi, podemos criar formas de customização em passo a passo que realmente melhorem a experiência do seu cliente no restaurante.

Gostou? Espero que sim, e ficamos inteiramente à sua disposição para tirar dúvidas!

Abração

Encontrou sua resposta?